SEO (search engine optimization ou otimização para mecanismos de busca) é o conjunto de ações e estratégias de Marketing Digital que têm como objetivo o aumento do tráfego e do desempenho de um site por meio de resultados orgânicos de mecanismos de pesquisa como Google, Bing e até YouTube.
O que é SEO?

Você certamente já ouviu falar do Google, certo?

Então, toda vez que uma página é publicada na internet, o Google (e outros buscadores) procuram indexá-la de modo que seja encontrada por quem a procura.

Mas existem milhares de páginas sendo publicadas todos os dias na internet e isso faz com que haja bastante concorrência. Portanto, como fazer com que uma página fique à frente de outras?

E aí que entra o SEO (Search Engine Optimization). Como a própria tradução já sugere, SEO é uma otimização para os motores de busca, isto é, um conjunto de técnicas que influenciam os algoritmos dos buscadores a definir o ranking de uma página para determinada palavra-chave que foi pesquisada.

Como o Google funciona?

Já parou para pensar em tudo o que acontece entre você digitar a sua pesquisa e clicar nos resultados do Google?

O que acontece nesse período é o segredo do sucesso do gigante das buscas. A qualidade e a velocidade da sua classificação transformou a empresa no maior buscador do mundo, massacrando os concorrentes, mesmo com a participação somada.

Para se ter uma ideia, o domínio é tão grande que nos Estados Unidos existe a o verbo to google, que é usado em frases como “He googled you” (ele pesquisou você no Google).

Entenda a seguir melhor o trabalho que existe por trás das páginas de resultados mais acessadas do mundo.

Rastreamento, indexação e exibição de resultados

Esses são os 3 principais processos de retorno de pesquisa.

O rastreamento é o processo em que os robôs do Google (chamado de Googlebot) identificam as páginas para enviar ao índice do buscador. Para isso, os robôs usam os algoritmos para definir a priorização e a frequência de indexação das páginas.

O processo inicia com as URLs geradas a partir de processos anteriores de rastreamento e enriquecida com os sitemaps. Conforme visita as páginas, o Googlebot identifica links existentes e também inclui na lista de rastreamento. Novos sites, alterações e exclusões são detectados e atualizados durante o processo.

Em seguida ocorre a indexação, na qual o Googlebot processa cada uma das páginas rastreadas para incluí-las no seu índice. Aqui são indexadas informações como conteúdo da página, data da publicação, região da publicação, título, descrição e dados estruturados.

Assim, quando ocorre uma consulta, uma pesquisa de páginas correspondentes é feita no índice do Google, exibindo os resultados mais relevantes. E não é uma relevância baseada em achismos: ela é determinada por mais de 200 fatores de ranqueamento.

No processo de busca também existe o preenchimento automático do Google e o clássico “Você quis dizer…”, feitos para poupar tempo, corrigir erros e auxiliar na busca.

Algoritmo e atualizações

Mesmo que você nunca tenha trabalhado com SEO, provavelmente já ouviu falar do algoritmo do Google ou de redes sociais como Facebook e Instagram.

Esses algoritmos são responsáveis para filtrar o que é mais relevante para você e não simplesmente jogar todo o conteúdo disponível na página, sem nenhum critério de classificação.

O Google usa mais de 200 fatores de ranqueamento para definir a ordem das páginas apresentadas ao usuário para cada busca realizada.

Para melhorar cada vez mais as informações apresentadas ao usuário e sua relevância, esse algoritmo está em constante atualização.

Fonte: resultadosdigitais.com.br

INTERESSADO NESTE SERVIÇO? SOLICITE UM ORÇAMENTO!